Jorge de Lima e sua “Ode ao Coxo Veloz” ou: Bernanos, uma vigília inumerável…

"NO MOMENTO EM QUE IA ESCREVER SOBRE TI, BERNANOS, FUI IMPELIDO POR SECRETA FORÇA ÍNTIMA A ESCREVER-TE..." Assim o poeta Jorge de Lima inicia sua ODE AO COXO VELOZ*. Agora que o mundo relembra o Centenário da I Guerra Mundial, jornais lembram o Diário de Bernanos, com o seu estilo inconfundível e sua cólera e … Continuar lendo Jorge de Lima e sua “Ode ao Coxo Veloz” ou: Bernanos, uma vigília inumerável…

Relendo Bossuet

Um jovem crítico de literatura em França, me envia, regularmente, textos de seus escritos, quase sempre polêmicos. Hoje foi sobre um escritor moderno (por quem não me interessei), mas logo abaixo no site, encontro pérolas de BOSSUET. Maravilhosos textos: 1) «Tout ce qui unit à Dieu, tout ce qui fait qu'on le goûte, qu'on se … Continuar lendo Relendo Bossuet

J.G. Merquior: Muriloscopia

[Ou: “O travo agridoce da Saudade.] J.G. MERQUIOR escreveu, em maio de 1978, aquele que considero o prefácio definitivo e, naturalmente, com um título tipicamente merquioriano: "Notas para uma Muriloscopia". Ninguém melhor do que J. Guilherme poderia ter uma visão tão aguçada sobre a poesia de MM (1901-1975). E se o leitor perguntar-se: porque a … Continuar lendo J.G. Merquior: Muriloscopia

Ainda e sempre, Bernanos

"- Para mim, a obra de um artista não é nunca a soma de suas decepções, sofrimentos e dúvidas, do mal e do bem de toda sua vida, mas de sua vida ela própria, transfigurada, iluminada, reconciliada. Sei bem que não se prova nunca do vinho novo desta reconciliação consigo próprio, senão quando a colheita … Continuar lendo Ainda e sempre, Bernanos

Raïssa e Jacques Maritain

A lenda e a legenda (de) Bernanos

Quando quero me despedir ou saudar um(a) amigo(a) à moda antiga, aqui na websphere, abro o volume de Correspondências de Bernanos (1) e copio alguma coisa do fecho de alguma de suas maravilhosas cartas a amigos, editores, críticos etc.Hoje, pensando sobre a realidade política e literária do Brasil, abro o tomo do “velho urso” numa … Continuar lendo A lenda e a legenda (de) Bernanos

Para sempre, Bernanos

Uma moça me pergunta com inteligência sobre Céu e Inferno. E, ao responder, me dou conta de que não havia essa maravilhosa citação de Georges Bernanos em meu sitio. Eu gosto da definição de Georges Bernanos "o inferno, minha senhora, é não (se) amar mais". O céu na Terra ? Ser Amado e ter o … Continuar lendo Para sempre, Bernanos