Canções Mexicanas, Catolicismo, Poemas Católicos, Poemas do autor

Caderno de rascunhos poéticos (2)


Mexicanas (1)
************AguaEsol_shutterstock_156114050

Deito-me com a água
Ela me envolve e acaricia
Feito nuvem à montanha –
pelagem de lhama
em cordilheira.

Deito-me com a água
Ela me exalta –
dedo de um deus
Na corredeira:
Sábio riacho.

Deito-me com a água
Como quem vai renascer:
Ela me dessedenta –
Fresco pote de barro
Na tarde do sertão.

Deito-me com a água
Ela tão doce;
Ela tão clara…

Cheio de sonhos e clareiras
Na mata: meu coração.
Deito-me com a água
em divórcio-aquário
à amada não causo
ciúme nem paixão…

Deito-me em seu ventre
Nasciturno e dependente
Um Jonas penitente –
à espera de voltar à praia e à missão:
escavar o mineral do verso em terra.

Deito-me com a água
epifania –
ressurreição.
***************
Cancún, 02/05/16.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s