Poesia

Dante Milano Revisitado


DANTE MILANO (1889-1991) *

Poeta Dante Milano (Portinari)
Dante Milano (1889-1991)

EM “MAR ENXUTO” navega a poesia de Dante Milano, desde que Sérgio Buarque de Holanda saudou a publicação do volume “Poesias” do Milano, lançado pela José Olympio Editora, em 1948, como algo único na paisagem do modernismo brasileiro:

“…provavelmente um dos acontecimentos mais importantes de nossa vida literária nos últimos tempos. Nada, nos seus versos, se assemelha profundamente ao que foi escrito entre nós nestes vinte e trinta anos.”

PARA este leitor, amante da Poesia, o Milano foi como uma “mensagem na garrafa” que navegou nesta “planície devastada, neste mar enxuto“, desde que me chegou às mãos e conquistou-me a imaginação poética na XXIII Feira do Livro de Porto Alegre, em 1977, no verdor dos meus 22 anos…

E tal como no rosto de Eurídice – no poema Elegia de Orfeu,  este leitor:

“Em sua face expande-se o sorriso
De quem quer ser feliz sendo mortal,
E põe sua esperança no infinito,
Devastada planície, mar enxuto,
Onde reflui o sonho do que foi,
Onde o tempo passado continua.”

Enquanto me preparo para falar o longo poema Elegia de Orfeu, aproveite estes poemas falados que gravei em Soundcloud.

*Biografia do Poeta (Enciclopedia Itaú) 
Dante Milano (Rio de Janeiro RJ 1899 – Petrópolis RJ 1991). Ainda na infância, Dante Milano sofre dificuldades financeiras após o pai, o músico Nicolino Milano (1876 – 1962), abandonar a família. Impedido de cursar o ginásio, Dante torna-se auto-didata e aprende inglês, francês e italiano. Torna-se ajudante de revisor na redação do Jornal da Manhã e, aos 17 anos, revisor na Gazeta de Notícias. Ainda na adolescência, começa a escrever seus primeiros poemas. Trabalhar no Setor de Recenseamento do Estado onde conhece o diplomata e poeta Olegário Mariano (1889 – 1958), de quem se torna grande amigo. Na década de 1920, conhece muitos intelectuais e artistas ligados ao modernismo como o poeta Manuel Bandeira (1886 – 1968) e o músico Jayme Ovalle (1894 – 1955). Organiza uma antologia de poetas modernos, publicada em 1935, e traduz algumas odes do poeta latino Horácio (65 AC – 8 AC) e cantos da Divina Comédia do poeta italiano Dante Alighieri (1265 – 1321). Apenas em 1948, com quase 50 anos, Dante Milano publica o volume Poesias, reunindo sua obra então. Faz uma única viagem fora do Rio de Janeiro, seu estado natal, para visitar o pintor Cândido Portinari (1903 – 1962) no interior de São Paulo. Funcionário público aposentado desde 1964, Dante muda-se para Petrópolis em 1985. Três anos depois, recebe o prêmio Machado de Assis da Academia Brasileira de Letras pelo conjunto da obra. Morre em 1991 aos 92 anos de idade.

Comentário Crítico
Dante Milano, contemporâneo do movimento modernista, não se torna entusiasta do experimentalismo proposto pela vanguarda. Longe do lirismo cotidiano ou do poema-piada cultivados pelos modernistas da primeira geração, sua poesia procura outras fontes de referências e apresenta-se de modo bastante distinto ao leitor.

O poeta prefere adotar as formas fixas, em especial o soneto, e recuperar temas universais tais como o amor, a morte e o sonho – o tripé temático de sua obra, segundo o poeta Ivan Junqueira (1934). Por conta dessa distinção, Dante talvez tenha evitado publicar um livro de poemas nas décadas de 1920 ou 1930, realizando-o apenas na década de 1940 quando os temas universais e as formas fixas reaparecem na obra de poetas da 2ª geração modernista.

Dante Milano não participa, contudo, de nenhum grupo: sua poesia mantém uma unidade impressionante de temas, formas e estilos durante toda sua trajetória poética. Para Ivan Junqueira, Dante Milano participa de uma tradição de “poetas do pensamento emocionado”. Conjugando emoção e pensamento, percebe-se na poesia de Dante Milano uma predominância do símile sobre a metáfora, ou seja, há mais comparações diretas e transparentes do que imagens misteriosas e/ou fantásticas. (c)Enciclopédia Itaú, cfme. link citado acima.

1 thought on “Dante Milano Revisitado”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s