Ausência*

Desde então só
Desde então, só
Tristeza em pó

E agora no limite da dor
Atingindo a leveza do ser
Só mesmo assim ausência

Se define como não-Amor.

©Poemas do Autor, Adalberto Queiroz. 2007.

4 comentários em “Ausência*

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.