Luto, deuil (inter)national

O silêncio de Asterix, Obelix e Ideafix não cede ao terror.
Homenagem d’Uderzo aos mortos em Paris. Pela liberdade de expressão.

SILENCIOSO, expresso minha solidariedade à França que eu amo e que não se cala.
La France que inclui meus mestres: BERNANOS, François MAURIAC, Claudel, Bloy, Maritain e tantos outros…escritores, cantores, compositores, uma plêiade de homens e mulheres que honram o valor universal da Liberdade (de Expressão, sobretudo!).

La France de Trénet et Aznavour. A França de De Gaulle et Souchon, a França de meus amigos e das canções do coração – do meu amigo e professor, mestre Serge Evreinoff e Lelê e Marie e Tania Evreinoff: FRANÇA que nenhum pedaço (bom ou ruim, sadio ou podre, calmo ou raivoso) do Islam poderá jamais apagar de meu coração.

EU sou Cristão, sou Georges Bernanos – muito antes de Charlie; Charlelie Couture, antes de Cabu; Charlemagne; antes de Wolinski; St. Martin de Tours, antes de Charb; Bernard antes de Tignous…Meu abraço solidário a todas as famílias que hoje choram seus mortos: Wolinski, Cabu, Charb et Tignous e outras tantas mais.

Meu lápis escreve a palavra Liberté! como um valor sagrado, entre os iguais e os semelhantes. La France catholique e mãe da Liberdade, eu rezo por Ti, doce segunda pátria sempre amada, que nos deu o mais brasileiro dos Francos: G. Bernanos, o caipira mineiro universal. Em minha página do FB, citei os amigos virtuais e reais abaixo:

– Euler Fagundes De França Belém Denise Rodrigues Monica Manna Raquel Teixeira Yves Bernanos Jean-Louis Beylard-Ozeroff César Miranda Helio Moreira Maria Abadia Silva Francisco Barros Le Groupe Français d’Albuquerque.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.