Catolicismo, Família

Mãos


Eis aqui duas mãos.
Mãos que a vida decidiu preservar e juntar.

Mãos que vimos nascer em condições diversas (adversas?).
Mãos que a vida sabe que ela própria Vida foi defendida.
Mãos tão pequenas diante da grande Mão de Deus.

Mãos a unir mãe e  filho… pelo fio da Vida, tão desejada e encantando a mente e as mãos de seus avós e pais.

Eis-nos diante do milagre da vida, sem nenhum retoque,
Senão o toque de mãos.O sentido da vida se expressa com essas mãos.
Sem retórica nenhuma, senão a do Amor de Mãe.
Expresso em receber e defender a Vida, desde sua mais tenra idade.
Eu amo essas mãos.
Eu vejo nessas mãos a Vida que há de ser defendida sempre.

Mesmo quando a Esperança pode parecer pequena.
Contra o vento da incompreensão,
Contra a difusão do relativismo,
Contra a fraqueza de não sabermos o segredo de Esperar (filho pequeno da Esperança)
.Em favor da vida que é de pai e mãe e de filho e neto. Que é de quem ama a vida e não a nega.

Louvado Seja Nosso Deus por essas mãos!

Mil graças sejam dadas por essas mãos.
+++++
(*)Mãos de Benjamin Q. Foust e Maira Queiroz Foust, depois de muita luta (durante 9,5 semanas em condição adversa num hospital em Pensacola, FL) para trazê-Lo ao mundo.

3 thoughts on “Mãos”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s