Emily Dickinson, 27/100*

The name of it is “Autumn”
The hue of it is Blood
An Artery – upon the Hill
A Vein
– along the Road

Great Globules
– in the Alleys
And Oh, the Shower of Stain
When Winds
– upset the Basin
And spill the Scarlet Rain

It sprinkles Bonnet– far below

It gathers ruddy Pools
Then
– eddies like a Rose – away
Upon Vermilion Wheels

O nome dele é “Outono”
Cor de sangue sua paleta
Atira artéria no Outeiro,
Uma veia na vereda,

Na alameda, rubros glóbulos
Mas ah! que ducha de tinta
Se os ventos derrubam o balde
E entornam a chuva escarlate!

Seus respingos mancham boinas

Lá embaixo, e avermelham poças
´Té que em remoinhos de rosas

Ele some em rubras rodas.

+++++
(*) Fonte: Dickinson, Emily. “Uma Centena de Poemas” (656). Tradução Aíla de Oliveira Gomes, T.A.Queiroz Ed/Usp, 1985, pág. 94/95.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.