Catolicismo

A lição das caraíbas


Republican(d)o!

Leveza e Esperança

A crônica nasce do choque entre a imaginação e a realidade. Não há declaração de amor entre esses dois entes. O que existe mesmo é um choque físico, um fenômeno simples…

Se é verdade que toda obra de arte é a solução de um problema, há nesse gênero de expressão a semente de um problema a ser solucionado, tal como no aforismo há plantada a força compacta do autor que não pôde se dedicar ao desenvolvimento completo da Idéia (1).

No caso deste cronista é bom que o momento do choque seja exposto ao leitor imaginário para que este participe de modo ativo como parteiro ou padrinho da idéia nascente. Eis-me aqui no quarto de hotel, longe de casa, do conforto do lar, da companhia da família, distante dos livros, do latido do cão, da proximidade confortável do ambiente em que cometo alguns poemas e croniquetas. Sem as muletas preferenciais…

Ver o post original 1.038 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s