Jorge de Lima, Poesia

Saudades de Jorge de Lima


Os Vôos eram Fora do Tempo

1º. – AS MÁGICAS que a Graça do Senhor faz são Poesia.
2º. – Vi dos centauros caírem cascos,
saírem asas.
3º. – As mágicas que a Graça do Senhor faz são Poesia.
Vi o ladrão entrar com o Filho de Deus na Luz.
4º. – Um homem ficou cego, ficou sábio, ficou santo
indo para Damasco.
5º. – A Graça do Senhor, a Musa do Senhor, a Poesia do Senhor
são além do espaço, além do tempo.
Bendita a eterna Poesia.
6º. – A vaga insolente subiu. A Graça do Senhor me defenda.
7º. – Vi as praias cheias de ossos estranhos. Ainda estou
de pé pela Graça de Deus. As árvores estão de pé,
as montanhas estão de pé, a igreja do Senhor estará de pé.
8º. – Um cego viu a Luz, um mudo falou Poesia, um
[surdo ouviu Poesia.
9º. – Uma camponesa viu a Virgem. Então nasceu uma fonte.
10º. Espreitemos o movimento das águas. Eu tenho o
[gosto da morte na boca.
Quero dobrar os meus joelhos e o meu espírito.
11º. A Graça me concedeu o gosto da Vida, a vida
[ que nomeio não é daqui.
As mágicas que a Graça do Senhor faz são Poesia.
12º. – Vi dos centauros caírem cascos, saírem asas.
13º. – Das asas saírem vôos.
Os vôos eram fora do mundo.

+++++
Fonte: “Tempo e Eternidade”, in Jorge de Lima Obra Completa, vol I, Aguilar, 1958, p.413/4.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s