O ano visto de seu mais alto posto: a despedida


Eis-nos aqui: diante das exéquias de um ano, eis-nos diante do posto avançado da fronteira entre 2007 e o ano que se aproxima. E qual a fotografia de 2007?

Eis-nos diante de um monge pacifista sendo açoitado por um soldado, eis-nos diante de um menino arrastado por bandidos no Rio, eis-nos diante de um fotógrafo enfrentando um fuzil com uma câmera, eis-nos diante um caixão carregado por uma multidão paquistanesa, às vésperas do ano novo…
Eis-nos diante de frequentes eventos que os irmãos árabes vivem com tamanha intensidade, sem se dar conta de quão importante é o que escrevem com sangue e pólvora – em nossas datas mais célebres.
Eis-nos diante dos ateus que mostram a sua cara escatológica… Eis-nos aqui diante do anti-Cristos que se esforçam por tentar nossa juventude com o veneno de suas farpas amargas.
Eis-nos diante da manipulação descarada do popu-lu-lismo, eis-nos diante de lama maior do que aquela diante da qual o velho populista de outros Brasis não sobreviveu.

Eis-nos diante de nossos mais comezinhos vícios, de nossas vidas em segredo, de milhares de motos e carros batidos nas estradas, e eis-nos, por contra-parte, diante de nossos vinhos baratos mas abertos com vagar e alegria, diante dos amigos, eis-nos diante da saudade de nossos parentes distantes, de nossas memórias mas afetivas, de nossos livros nunca abertos ao longo do ano que se encerra, dos poetas que disseram adeus no ano que se finda, eis-nos diante de nossos planos que não sairam do papel, de nosso presidente achando normal toda a lama que o cerca, de nossas emissoras de tvs achando que é normal tanta baixaria e manipulação (e se esforçando por engendrar outras piores), de nossos políticos com um olho nas pesquisas de opinião e outro, nos recursos do orçamento, de nossos gerentes de bancos de olho no que podem nos cobrar no ano entrante, de nossos vizinhos novos animados com o que sabemos será rotina no ano entrante…

Mas há que se salvam muitas boas coisas no ano que se vai – benza Deus! – o trabalho sério que receba a justa paga, os projetos que decolaram para o bem de toda uma família que acredita e permanece unida, a formatura de uma filha, o sorriso do nosso neto, Lucas:
lucas-e-arvore-de-natal.jpg Lucas sorrindoFormatura da CeciLucas no andadorFam�lia (re)Unida
E há outros muitos outros fatos que, no espaço íntimo de nossas casas – no aconchego do que chamamos Lar, em presença de familiares e amigos -, nos animam a acreditar em tudo, apesar dos desgostos com a fotografia exterior do ano 2007.Lucas e vovô Beto

Eis como podemos retocar a fotografia do ano que se encerra vista do seu mais alto posto de fronteira: daqui enxergo a resistência da Fé, vejo como é vital a força da oração, de como é importante rezar e humildemente dou a todos que me pedem uma oração o fio tênue da crença de que é possível, embora eu próprio, quando anoitece, seja refém da dúvida… E diante do meu rosário me acerco da busca por mais Esperança.

Enxergo desde este posto a mais funda crença no Amor. Vê-se deste posto privilegiado a mais funda crença naquelas pequeninas verdades escritas no Credo. Enxergo o impossível no Menino-Deus que sua Luz espalha pelo mundo, mudando a história, enxergo a Virgem-Mãe e em seu olhar materno, onde encontro o ânimo diante da desesesperança. Vejo, isto sim, que é possível crer em um ano melhor, faço as contas com um amigo: será um ano 10, basta a aritmética dos otimistas: somar os algarismos do novo ano… 2+0+0+8=10…

Desejo a você um Feliz Ano Novo!
Saúde, Paz & Bem, Prosperidade…

6 comentários em “O ano visto de seu mais alto posto: a despedida

  1. Querido amigo Beto, apesar de uma fotografia nada bela, é bom receber de ti esta injeção de esperança. Ela aumenta a nossa crença em melhores dias. Deixo-te meus votos de um FELIZ ANO TODO, que é mais do que FELIZ ANO NOVO. Forte e fraterno abraço.

    Curtir

  2. Feliz Ano Novo papai!!!!
    Sinto que este ano vem com ainda mais alegrias e boas surpresas que este que está nos deixando!!!

    Que ano bom esse 2007!
    Principalmente por termos agora mais um membro na nossa família….nosso Luquinhas lindo!
    2007 além disso nos trouxe:
    A reunião da família após 2 anos, minha formatura, meu primeiro emprego, minha super viagem e muitas alegrias para todos nós! Só consigo enxergar coisas boas! 🙂
    Espero que 2008 ainda supere!

    Muita saúde, paz e alegrias para todos nós!!!!
    beijos com amor!
    Ceci

    Curtir

  3. Querido Beto,

    Apesar das terríveis lembranças que você postou, sua fé e suas realizações nos deixam comovidos. Um neto, uma filha formada, uma família reunida!!! Não pode haver alegria maior.

    Desejo a você, Sherazade, filhas, genro e neto um ano cheio de amor, alegrias, forças e esperanças.

    Beijo amigo,

    Curtir

  4. Tristes notícias (eu fiquei afastada delas por uns dias), e ainda tentam roubar o que nos salva destes infortúnios: nossa individualidade, o nosso núcleo, a esperança…!
    Lindas fotos!
    Feliz e abençoado ano novo!

    Curtir

  5. Pingback: A voz do dono do blog « Adalberto de Queiroz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: