A gênese de um livro (2017)

VIII – Farsante (I) “Assim é que eu deveria ter escrito, dizia consigo. Meus últimos livros são demasiado secos, teria sido preciso passar várias camadas de tinta, tornar a minha frase preciosa em si mesma, como este panozinho de muro” –  Marcel Proust. Tempo não há de refazê-lo a este livro duro e insone a … Continuar lendo A gênese de um livro (2017)