Link

“We’ve already written about Nadella’s commitment to products and services designed for a “mobile-first, cloud-first” e exponencialmente crescente número de celulares, tablets e “sensores”…” – diz Virginia Backaitis, da CMS Wire.

Agora, Nadella mostra aos parceiros da MS como a visão deve comandar a operação:

“That is something that’s unique to us. That’s in our core, that’s in our soul, and that’s what we’re going to go do. For us to reinvent productivity so that every individual on the planet can get more out of every moment of their lives is a great mission. That is what we need to go solve. That is where we get to add value.
” We will build platforms in the cloud for it, we’ll build platforms on the device for it.”

IT significa um arsenal de produtos & serviços, bem na “cola” do que a Google fez com o Google for Work – será a MS uma “seguidora” e não mais uma “antena” das novas tecnologias?
Quem tem tudo isso, é certo que tem uma aposta alta a fazer – Skype and Lync, OneDrive and OneDrive for Business, Outlook and Exchange, and the hardware and operating systems and put them together for dual use….

Continue lendo em

t, cloud-first world and th Good Bet or Huge Gamble? Microsoft’s Vision for the Future.

Lições da Copa do Mundo 2014

World-Cup-2014-930x521“O que os Gestores
podem aprender
com a
Copa do Mundo
de futebol, 2014”

Este mês marca o início da Copa do Mundo, evento esportivo mais popular do mundo.

As partidas deste torneio mundial de futebol estão em pleno andamento [o artigo original é de uma semana antes, dia 10/06/14*] tendo o (nosso) país anfitrião Brasil enfrentado a Croácia.

Enquanto uma quantidade enorme de colaboradores deve inventar todo tipo de doenças para permanecer em casa, sem trabalhar durante toda esta competição que vai durar um mês, a Copa do Mundo também pode nos ensinar tanto os colaboradores (e seus gerentes de negócios) mais do que apenas formas criativas para sair do escritório mais cedo para assistir aos jogos.

A Copa do Mundo afeta nossas vidas de trabalho de uma forma diferente – ela nos ensina a importância de construir uma equipe de qualidade para alcançar o sucesso em um ambiente de trabalho que está, cada vez mais, se transformando.

Afinal, no campo, os jogadores precisam se adaptar rapidamente aos esquemas de jogos, aos árbitros, aos torcedores, e a outras forças que cercam as partidas- tudo ao mesmo tempo garantindo que eles se comuniquem bem com sua própria equipe. Tudo isso exige a capacidade de mudar de rumo em um instante, e gerar enorme oportunidade de pensar “fora-da-caixa” (no orig. : outside-the-box thinking).

Tudo isso parece um pouco com o seu trabalho?

Então, quais são algumas lições que empregados e suas empresas podem tirar da formação das equipes para a Copa do Mundo deste ano?

Continuar lendo

Lições da Copa do Mundo 2014

World-Cup-2014-930x521“O que os Gestores
podem aprender
com a
Copa do Mundo
de futebol, 2014”

Este mês marca o início da Copa do Mundo, evento esportivo mais popular do mundo.

As partidas deste torneio mundial de futebol estão em pleno andamento [o artigo original é de uma semana antes, dia 10/06/14*] tendo o (nosso) país anfitrião Brasil enfrentado a Croácia.

Enquanto uma quantidade enorme de colaboradores deve inventar todo tipo de doenças para permanecer em casa, sem trabalhar durante toda esta competição que vai durar um mês, a Copa do Mundo também pode nos ensinar tanto os colaboradores (e seus gerentes de negócios) mais do que apenas formas criativas para sair do escritório mais cedo para assistir aos jogos.

A Copa do Mundo afeta nossas vidas de trabalho de uma forma diferente – ela nos ensina a importância de construir uma equipe de qualidade para alcançar o sucesso em um ambiente de trabalho que está, cada vez mais, se transformando.

Afinal, no campo, os jogadores precisam se adaptar rapidamente aos esquemas de jogos, aos árbitros, aos torcedores, e a outras forças que cercam as partidas- tudo ao mesmo tempo garantindo que eles se comuniquem bem com sua própria equipe. Tudo isso exige a capacidade de mudar de rumo em um instante, e gerar enorme oportunidade de pensar “fora-da-caixa” (no orig. : outside-the-box thinking).

Tudo isso parece um pouco com o seu trabalho?

Então, quais são algumas lições que empregados e suas empresas podem tirar da formação das equipes para a Copa do Mundo deste ano?

Continuar lendo

Colaboração: Economia em Mutação exige Líderes Colaborativos

Imagem

Colaboração: Economia em Mutação exige Líderes Colaborativos

CRIEI um novo blog, dedicado aos meus temas profissionais prediletos.
Colaboração, comunicação e produtividade serão os motes para analisar as formas como as pessoas colaboram no Trabalho e fora dele (nas organizações sem fins lucrativos, associações e 3o. setor). Meu “mentor virtual” é o professor Morten T. Hansen, da University of California, Berkeley (School of Information) and at INSEAD, France. Com ele aprofundei meu interesse sobre como o líder pode se construir e se moldar através da colaboração.
Para saber mais sobre o meu Novo blog, clique na figura acima ou no link de “Colaboração no Trabalho“.