Hermann Broch (I)

“(...) Toda pessoa que realiza um trabalho de valor adquire certo direito a ser chamado de artista” – do simples escriturário ao grande general ou um bem-sucedido homem de negócios, todos eles “realizam sua atividade de uma forma que, “em certo sentido podemos dizer “artística”. Essa afirmação do ex-industrial, engenheiro têxtil e escritor austríaco coincide … Continuar lendo Hermann Broch (I)

De um Dante a outro, o dom da Poesia ou: Alighieri traduzido por Dante Milano

QUANDO UM AMIGO, mesmo que ‘virtual’, nos leva a retirar um livro da estante, é um momento importante para retomarmos leituras antigas e queridas, que fizeram parte de certa fase de nossas vidas. É quando reler é reviver. Dia desses foi meu amigo Juan Asensio, crítico francês que me trouxe de volta o universo de … Continuar lendo De um Dante a outro, o dom da Poesia ou: Alighieri traduzido por Dante Milano

Elogio ao riso

*Um texto antigo que foi dedicado ao amigo (sumido!) Fábio Ulanin. Pensava que talvez a proximidade do Carnaval fosse a causa da aridez de temas novos, até que folheando um velho livro do inglês Gilbert Keith Chesterton, uma frase sublinhada na página se ofereceu como a fruta madura da mangueira vizinha: “a seriedade emana dos … Continuar lendo Elogio ao riso

Eric Voegelin, by Michael Federici

No meu anseio de aprofundar o conhecimento do pensamento de Eric Voegelin, adquiri novos livros nessa minha jornada no Arizona (dez, 08/jan, 09). Devo como sempre mais à Amazon do que a Barnes & Noble. A primeira acha o que não tem em estoque e te entrega, com rapidez e exatidão. A segunda, por seu … Continuar lendo Eric Voegelin, by Michael Federici

Oração do Amanhecer

Senhor! No silêncio deste dia que amanhece, venho pedir-te a Paz, a Sabedoria e a Força. Quero olhar, hoje, o mundo com os olhos cheios de amor; ser paciente, compreensivo, manso e prudente. Quero ver os meus irmãos além das aparências, quero vê-los como Tu mesmo os vês e, assim, não ver senão o Bem … Continuar lendo Oração do Amanhecer

Poema de Gerardo Mello Mourão

ENDEREÇO* O poeta não tem endereço senhor de senhorio e usufruto do tempo mora na cabana da sílaba onde anoitece o verso – ali onde triunfa algum dissílabo funda a morada.Mora nas cidreiras de Catarina depois nas touceiras de violeta de Marina – mora no anel de topázio de Joana – ó virilhas de Joana! … Continuar lendo Poema de Gerardo Mello Mourão

Motivação, segundo Ortega Y Gasset

Motivação: “Antes de fazer alguma coisa, cada homem tem que decidir, por sua conta e risco, o que ele vai fazer. Porém essa decisão torna-se impossível se o homem não possui algumas convicções sobre o que são as coisas ao seu redor, ou os outros homens, ou ele mesmo. Unicamente tendo em vista tudo isto, … Continuar lendo Motivação, segundo Ortega Y Gasset

Julián Marías

“A felicidade é para as pessoas o que a perfeição é para os entes". Com esse pensamento-síntese, idéia "arrancada do grande rincão que é a obra de Leibniz", poderíamos sintetizar o livro de Julian Marías*. Sempre que termino a leitura de um livro dessa grandeza, penso em como a literatura, em seus diversos estilos e … Continuar lendo Julián Marías