Recorte Lírico – 1/2020

Encare toda aquela coisa sobre janeiro: a cabeça velha voltada para trás, a nova, para a frente. Observamos o que se passou, projetamos algo novo – decisões de ano novo. Quão novo? Quão velho? Caberá ao leitor decidir como fazer o balanço do ano velho e projetar o novo. Nesta crônica inicial na #Recorte Lírico, … Continuar lendo Recorte Lírico – 1/2020

Palestra sobre viagem & literatura

A viagem é tema antigo e recorrente, mas sempre atual. De Homero a V.S. Naipaul, passando por Camões e anônimos da Idade Média, a viagem inspira relatos, poemas, sagas. Nesta palestra, sigo os rastros de James Joyce em Trieste (Itália).

V.S. Naipaul (3)

Minha coluna sobre V. S. Naipaul no Jornal Opção Cultural.  

Henry James como confidente…

O escritor americano, naturalizado britânico, HENRY JAMES (1843-1916) é o tema da minha crônica em DESTARTE, no Opção Cultural Online. Clique no link para ler.

Kazuo Ishiguro (I)

Para ler a coluna DESTARTE de hoje, 02 NOV 2017, peço ao distinto leitor que clique na imagem abaixo que o levará ao link do Jornal Opção Cultural (Goiânia). Dedico-me a entender as conexões do romance "O gigante enterrado" (Kazuo Ishiguro, 2015) - Nobel de 2017; e as relações entre esquecimento e a paz (entre … Continuar lendo Kazuo Ishiguro (I)

Um soneto escrito em 15 minutos permanece vivo há dois séculos

SIM, quinze minutos teria sido o tempo que levou Keats para escrever um soneto que é hoje um clássico. Isso é que nos conta Péricles Eugênio da Silva Ramos sobre este soneto abaixo, traduzido pelo próprio autor da introdução ao volume de Poemas do inglês KEATS e cujo original vai abaixo transcrito, após a tradução. … Continuar lendo Um soneto escrito em 15 minutos permanece vivo há dois séculos

Quero ler… o quê? (II)

IAN McEWAN. "The Children Act" Penguin/Vintage, 2014, 216 p./ISBN 9780099599647 Dia 05 de setembro passado, eu estava em Helsinque (Finlândia), à espera do meu trem para São Petersburgo. Tive uma hora ou duas, entre a chegada do barco da "Viking Line" que nos trouxera de Estocolmo e a saída do trem para a Rússia... Andando pela cidade, em … Continuar lendo Quero ler… o quê? (II)