Ao nosso amor…

                                           à Helenir Queiroz. Nada importa menos ao nosso amor que a ingênua rima em flor - rosa nomeada. Pouco importa, ainda que um soneto - pouco importa a forma exata, a rima ao nosso … Continuar lendo Ao nosso amor…

No mínimo, dia #25

CINQUENT'ANOS Autor – Adalberto de Queiroz p/ u.e. Agora que o grisalho Impera e pouco temo de volta de o malho do oponente desatento ao que me vai n’alma. Aos cinquenta e tantos pergunto-me: resta o quê? - a quem fazer o bem, que mal evitar? De que modo nesta idade eu, aquele que imaginara Morto … Continuar lendo No mínimo, dia #25