Dom Bertrand de Orleans e Bragança ao Papa Francisco

O Príncipe da Casa Imperial do Brasil, Dom Bertrand, ativo participante da vida pública do Brasil, dirige-se ao Papa Francisco, “para lhe externar uma grave preocupação concernente à causa católica no Brasil e na América do Sul em geral.”

Lei a íntegra da Carta

“Quo vadis, Domine?”

Reverente e filial Mensagem  a Sua Santidade o Papa Francisco
do Príncipe Dom Bertrand de Orleans e Bragança.

“Movimentos que combatem obstinadamente a propriedade privada, inclusive por meio de ações violentas, são convidados a participar de reuniões em importantes organismos da Santa Sé e um deles é recebido pelo Pontífice.”

LEIA a íntegra da Carta.

Noite de Natal

Um menino pobrecito
Numa manjedoura
E hoje, nós todos tão faceiros,
A visitar shoppings
– Eis que salta a pergunta:
Onde o sapatinho,
Na janela?
No quintal?
Ah, o quintal de nossas memórias.
Aqui se vê a estrela de Belém?
– Não. Só o escambo apressado.
Eis-nos diante de abraços não-dados.
Eu os quero.
Dar e receber abraços e afagos.
Eis-nos diante do Amor não recebido.

Mas há quem nos diga
Com gestos simples
Papa e enfermo
O que é mesmo essa data.
– Contemplar o milagre
Do Deus-Menino
Num gesto apenas.
Onde o menos vale muito mais.
++++
Feliz Natal, caros leitores.
Paz & Bem.

Salve, Lucas

O título deste post teria pelo menos três boas explicações: 1.Saudar meu Evangelista predileto, principalmente o das Parábolas; 2. Saudar meu neto e amigo Lucas Q. Foust; 3. Esta sim aplicável aqui: saudar um escritor que descobri no meio de uma série de mensagens sobre o Papa Francisco. Falo de Lucas Izoton Vieira, empresário, escritor e bloguero.
O texto que me chamou atenção foi
um paralelo que Lucas fez entre o estilo de liderança do Papa FranciscoPapa e a multidao_BR2013 e o que ele pensa sobre as características de um líder verdadeiro, um empresário, um motivador, um pai, um chefe, um amigo, enfim: um Líder .
Vacinado contra a verdadeira autoria de bons (e maus) textos que circulam via emails, pensei em contactar o autor e obtive não só autorização para publicar como achei mais informações que me parecem interessantes para os meus três leitores.

Lucas me disse : “(…)gosto de escrever e sou autor de alguns livros, inclusive citando a minha experiência no Caminho de Santiago de Compostela. Seu título é “O caminho Mágico”. É uma bela história. Foi classificado pela Qualitymark como espiritualidade e auto-ajuda, mas penso que seja um livro para empreendedores.”

Lucas é também autor de um Álbum Fotográfico “A Paz no Mundo começa dentro de Nós”, onde reúne fotos em preto e branco, feitas durante uma peregrinação de 260 km a pé, em Israel e na Palestina, revivendo os Passos de Jesus na sua vida adulta. As fotos do autor e os textos de Madre Teresa Calcutá, Martin Luther King, Dalai Lama, Evangelho São Mateus, entre outros.

As obras de Lucas estão acessíveis para download gratuito, no website do autor: www.lucasizoton.com.br 
Lucas arremata: “tem um ditado oriental que diz: quem sabe, aplica. Eu dei um toque tupiniquim e ficou assim ‘quem sabe, aplica e compartilha’. Logo, quando acredito que algo possa ser útil a alguém eu procuro compartilhar com as pessoas”. Aproveitem.

Enfim, fiz uma apresentação com texto de Lucas Izoton Vieira.
Aproveitem e, como diz o Lucas: Boas Reflexões! Amitiés, Beto.

Papa aos Bispos do Brasil: Lições de Aparecida. Aplicação “com originalidade” do Vaticano II, superando “doenças infantis” (Teologia da Libertação?). Ir atrás dos que, iludidos, abandonam a Igreja. CNBB: não é suficiente a burocracia central.

Leituras da abençoada visita de Francisco!

Fratres in Unum.com

Queridos Irmãos!

Como é bom e agradável encontrar-me aqui com vocês, Bispos do Brasil! Obrigado por terem vindo, e permitam que lhes fale como amigos, pelo que prefiro usar o castelhano, para poder expressar melhor aquilo que levo no coração.

Peço-lhes que me perdoem!

Retiramo-nos um pouco, neste lugar preparado por nosso irmão Dom Orani, para estar sozinhos e poder falar de coração a coração como Pastores a quem Deus confiou o seu Rebanho. Nas ruas do Rio, jovens de todo o mundo e muitas outras multidões estão esperando por nós, necessitados de serem envolvidos pelo olhar misericordioso de Cristo Bom Pastor, que nós somos chamados a tornar presente. Por isso, gozemos deste momento de descanso, de partilha, de verdadeira fraternidade.

Começando pela Presidência da Conferência Episcopal e do Arcebispo do Rio de Janeiro, quero abraçar a todos e cada um, especialmente aos Bispos eméritos. Mais do que um discurso…

Ver o post original 4.044 mais palavras

Bem-vindo, Papa Francisco

Caríssimos leitores,

Desculpem-me por ficar tanto tempo sem postar. Desde então, fiz uma porção de coisas interessantes. Como este blog não é confessional no sentido de dizer tudo, vou atualizá-los quanto aos meus sentimentos.

O fato é que o mundo deu uma ‘balançada’ bem extraordinária. Um papa renunciou depois de 600 anos. A Igreja Católica não se baliza por décadas, como sabemos (os católicos),; mas Bento XVI é protagonista de um ato inusitado se pensarmos em cronologia. É verdade que a Igreja não pensa em anos, pensa em séculos…

Eu sou formalmente um católico muito ‘recente’. Eu fui criado no ambiente do Protestantismo moderado no Brasil, com influência norte-americana.

Eu me converti ao Catolicismo aos 49 anos, embora já convencido de que era a religião (e a celebração/denominação) mais adequada há alguns anos antes em minha vida. Faltava a decisão espiritual, muito por conta da disciplina que o Catolicismo exige de nós.

Eis-me aqui! Quase 10 anos depois, tendo vivido a orientação espiritual de meus sacerdotes locais, e a inspiração do Papa João Paulo II, de Bento XVI; diante do Papa Francisco.

.

O que dizer deste “Servo do Senhor” ?
– Que Deus o abençôe, Papa Francisco.
A Igreja espera muito do Senhor. A Juventude espera muito do Senhor. A Vida espera tudo do Senhor.
O Bispo de Roma, Francisco, é o nosso Pastor. Cuide bem da Igreja. A Ordem de onde (no fim-do-mundo) os Cardeais (inspirados pelo Espírito Santo) te acharam e o Lugar (Argentina) não me importam inicialmente (pois o Papa não tem Nacionalidade).
És Francisco, como o Poverello de Assis. És o nosso Pastor. Deus te Abencôe. Nossa Senhora te Proteja (que lindo ver o Senhor rezando o que rezamos em nossas paróquias e nossas casas quando estamos diante de desafios bem menores do que Sua Santidade!). Rezo por Francisco. Deus proteja o Papa Francisco. Papai Francesco!