Crônica em O POPULAR (Goiânia), 10 de janeiro de 2022

Imagem

Crônica do Beto, 10/JAN/2022

Crônica literária em Recorte Lírico

Destacado

com esta minha coluna na revista digital Recorte Lírico, a última do ano 2021, desejo aos meus leitores um Feliz Natal e um abençoado Ano Novo.

Crônica de memórias da infância, no jornal O POPULAR (Goiânia, 29/11/2021)

Imagem

Estão falando sobre “O rio incontornável”

Destacado

Leia mais no Jornal Opção (Goiânia) – clique sobre a figura abaixo.

Crônica

Destacado

Hoje, no Jornal O Popular, de Goiânia (GO), pág. 16, Caderno Magazine.

O POPULAR, 10/09/2021

Artigo em O Popular, Goiânia

Imagem

COMO SE TECE A CRÍTICA LITERÁRIA?

Destacado

Muito feliz por ter um leitor dessa qualidade (e generosidade). Obrigado, professor Zamboni.

Opus Matris Dei

A crítica literária de inspiração católica — e universalista em sua aplicação — parecia coisa desaparecida na literatura brasileira, e eis que surgiu, não faz muito tempo, Os fios da escrita, uma coletânea de ensaios literários do escritor e poeta goiano Adalberto de Queiroz [v. blog do autor aqui]. O livro saiu em 2020 pela editora baiana Mondrongo, de Itabuna.

O autor insere-se na tradição brasileira do ensaio jornalístico: os textos, que compõem o livro, foram escritos para o jornal goiano Opção, e pensados para o leitor que gosta de literatura, mas sem formação especializada, livres das amarras terminológicas e das firulas mentais que a crítica acadêmica, dita pós-moderna, introduziu entre nós.

A maneira de construir o texto ensaístico, adotada por Adalberto de Queiroz, pressupõe o livre jogo das ideias, conceito que atrai conceito, não por um associacionismo caótico, mas obediente a uma sutil costura de quem…

Ver o post original 386 mais palavras

Bate-papo é “Live”…

É hoje. Sejam todos bem-vindos!

Resenha de “Os fios da escrita”, por Miguel Jorge

Destacado

Benévolo leitor: eis o artigo do crítico, romancista, contista e libretista de ópera — escritor Miguel Jorge. Fiquei muito honrado com este artigo.

Peça seu exemplar pelo site da Editora Mondrongo.

Peça o seu no site da Mondrongo.