O Direito ao Tédio reeditado ou: como uma crônica pode reviver…

EM UMA CRÔNICA que bem poderia ser classificada como aguda, Otto Lara Resende dizia que todos temos "Direito ao Tédio". Seu argumento - se isso é matéria de preocupação do cronista (decisão que deixo para especialistas) - vem de tecer o curto fio da meada com Afonso Arinos, Drummond, até chegar a Paul Valéry (síntese): … Continuar lendo O Direito ao Tédio reeditado ou: como uma crônica pode reviver…