Bravo! Do sonho e outras quimeras, por Nélson L. Castro

"Sonho…e enquanto sonho, desenho um mundo risonho onde se não morre nem mata Um mundo de faz-de-conta, no qual o tempo não conta, tão belo que só o sonho o retrata… (Nélson L Castro). Continue lendo no link abaixo https://mukandasdonelsinho.files.wordpress.com/2015/03/dreams.jpg?w=471&h=321 Falar de mim....