A leitura e o bem-estar da alma (crônica literária)

Em “A biblioteca à noite”, o argentino Alberto Manguel transcreve trecho de uma carta do cônsul romano Cícero que, por volta do ano 36 a.C., escrevia ao amigo Ático, sentado em seu estúdio à beira-mar em Antium. “Eu me divirto com os livros, dos quais tenho boa provisão em Antium, ou conto as ondas – … Continuar lendo A leitura e o bem-estar da alma (crônica literária)