Adeus, ano velho…

Nota

Como Miguel Torga, o bravo poeta e narrador português, estou quase fechando 2019…

“Momentos antes de fechar o cartório/De poeta…”
(como dizia Miguel Torga)

Certo de que este é um cartório muito especial
“— Um registo civil ultra real”.
Preparamos a navegação para um novo ano, em que um novo ciclo se abre… como esta janela aberta pelo (ao) grande Miguel Torga.

E peço ajuda a outro escritor esquecido, mas nem por isso menos talentoso – o alemão, naturalizado suíço, Hermann Hesse.

Reabro um velho livro de autoria do escritor alemão Hermann Hesse e nele garimpo palavras para esta nossa conversa de fim-de-ano. “Pequenas alegrias” reúne textos que começaram a ser escritos na juventude, aos 22, e que foram concluídos com as melancólicas considerações do homem enfermo e solitário aos 83 anos. E nem por isso são artigos superados.

Eis, pois, este meu “recorte lírico” de um período muito especial para nós, cristãos. Ainda volto antes do final de 2019 para um último papo com você, leitor(a) amigo(a). Clique para continuar lendo.